O metaverso e a fragilidade jurídica


O metaverso é um conceito que ganhou aplicação recentemente.

A noção de escassez digital e propriedade privada virtual faz muitos se perguntarem como será a lei neste universo. Os legisladores estão chegando. "A lei precisará definir o que é propriedade no mundo virtual. A partir dessa definição de propriedade, os contribuintes poderão entender qual é a renda da prospecção, troca ou venda de propriedade, como aconteceria no mundo real", disse Tempos de criptografia. Ressaltamos que, com esse entendimento, o dano material pode se tornar realidade na propriedade virtual. O mundo virtual é feito pelos contribuintes como contribuintes para fornecer informações sobre seus rendimentos às autoridades fiscais. Essa também é a ideia do metaverso.



Acreditamos que deveria haver legislação especial para regular a propriedade privada virtual neste mundo virtual. "Ela funcionará como a propriedade do mundo real. O conceito de propriedade é antigo e sempre houve a necessidade de uma lei para definir o que é propriedade privada. Nessa lógica, a propriedade privada virtual tende a seguir o mesmo caminho." Os Estados Unidos, em alguns estados começaram a entender a propriedade virtual com base em precedentes, e o Brasil deveria fazer o mesmo.




Aproveito para te convidar a acompanhar o nosso blog basta clicar aqui.


E nossas redes sociais: Facebook advocacialudgero criminal.


Instagram: @ludgeroadvocacia


Twitter: @LudgeroContato.


Linkedin: Ludgero Criminalista Ludgero


109 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo